terça-feira, 22 de setembro de 2015

Oração da confiança a São José

Ó São José, vós o augusto Esposo da bem-aventurada Virgem Maria Mãe do
Salvador,
vós que acolhestes em vossa casa e em vossos braços o Menino Jesus, dom supremo de Deus a todos os homens.
Ó São José, eu me confio a vós e vos recomendo todas as minhas orações, 
os meus pedidos e os meus desejos; e sobretudo, vos suplico que conduzais ao Céu a minha alma, tomai-a 
em vossos braços.
Assim, sob a vossa proteção, vós a levareis a Jesus nosso Salvador. Também vos confio,
bom São José, a minha família e todas as almas que
crêem em Jesus Cristo, Deus e Salvador.
Ó bom São José, rogai por nós.
Ouvi-nos e atendei-nos. Ámen.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Figura Espiritual

A Figura Espiritual de São José

O Evangelho de Mateus apresenta José como um homem justo:

"Eis como foi o nascimento de Jesus Cristo. Maria, sua mãe, estava prometida a José; ora, antes de que vivessem juntos, ela concebeu pelo poder do Espírito Santo. José, seu esposo, que era um homem justo e não queria difamá-la publicamente, resolveu repudiá-la em segredo." (Mt. 1, 18-19)
A generosidade e a grandeza de José encontram-se reveladas nestas poucas palavras. Mas José foi mais longe no dom de si ao aceitar tornar-se o pai verdadeiro desta criança chamado a salvar a humanidade. Ele serviu dignamente os desígnios de Deus e amou de todo o seu coração este Emanuel, Jesus, Deus-connosco.

Na simplicidade e na discrição

Toda a vida de José, trabalhador manual, originário de um meio modesto, artesão, encarna a santidade da vida quotidiana. Ele é o modelo das pessoas comuns, das pessoas chamadas a realizar a sua vocação de filhos de Deus, dia após dia, na simplicidade e na discrição.

Nas Escrituras, não é citada uma única palavra de José. Os evangelistas mostram-nos um homem que age de acordo com a sua consciência e que obedece às diretrizes do anjo do Senhor. Na vida familiar em Nazaré, ele será guiado pelo cumprimento do dever próprio do seu estado. Ele transmitirá valores de altruísmo e honestidade a Jesus menino, depois adolescente. Por outras palavras, ele fará como milhões de pais, ele procurará educar bem o seu filho para depois o deixar ir à sua vida, chegado o momento. 

Uma vocação fora do comum

José não é um atleta da fé. Nada disso. Mas ele agiu como todos os fiéis do seu tempo, observando as Escrituras, realizando as peregrinações exigidas pela Lei e orando dia a dia. É um santo autêntico, porque ouviu e aceitou o chamamento de Deus para viver uma vocação fora do comum, a de se tornar o pai terreno de Jesus. Ele viveu segundo esta vocação de esposo, de pai, de trabalhador, de boa pessoa. Ele é um justo, uma inspiração e um companheiro para todos os crentes "comuns", todos os que vivem as suas vidas sem fulgor, mas na fidelidade à sua fé e à sua própria vocação. 

Guardião, protetor, apoio

São José sustenta os crentes em muitas dimensões das suas vidas. Com efeito, ele é invocado de muitas maneiras: guardião dos corações puros, esperança dos doentes, consolador dos aflitos, patrono dos moribundos. Também o encontramos como modelo dos trabalhadores, protetor da Igreja, apoio das famílias e terror dos demónios. Estes múltiplos títulos mostram-nos um santo presente no quotidiano, no sofrimento, nos receios e na esperança de quantos o invocam.


No calendário litúrgico São José é festejado:

- a 19 de Março como Esposo da Virgem Maria e padroeiro do Canadá

- a 1 de Maio como patrono dos trabalhadores

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Felicitação a São José

Pai meu, São José,
eu vos felicito pela dita,
pela honra, pela glória 
que vos cabe, por serdes
Esposo da Mãe de Deus,
da Rainha do Céu e da
terra, dos Anjos e dos
homens; fazei-me 
participante de vossa 
grande dita e felicidade
nesta vida e na outra.

São José, rogai por nós.

Sua Emma. Rvma. o Cardeal Casañas, Bispo de Barcelona, concede 100 dias de indulgência por cada vez que se recite com espírito de piedade e devoção a oração que antecede.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Dizia São Francisco de Sales...

Dizia São Francisco de Sales de São José: "Se é verdade o que devemos acreditar, que, em virtude do Santíssimo Sacramento que recebemos, os nossos corpos hão de ressuscitar no dia do Juízo Final, como podemos duvidar de que Nosso Senhor tenha feito subir ao Céu, em corpo e alma, o glorioso São José, o qual teve a honra e a graça de trazê-Lo tantas vezes em seus braços benditos? Não resta dúvida, pois, de que São José está no Céu em corpo e alma".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...