quarta-feira, 8 de abril de 2015

Devoção em honra das dores e alegrias de São José

Introdução

Toda a vida de São José foi um ato continuo de fé e obediência nas circunstâncias mais difíceis que lhe calhou afrontar como pai adotivo de Jesus. Ele é, como dizem as Escrituras: "o administrador fiel e solicito a quem o Senhor pôs à frente da sua família" (Lc 12,42). Desde os primeiros séculos, a Igreja tem venerado e invocado São José como continuador nela da missão que um dia desempenhou cuidando de Jesus e de Maria. Nos momentos de dificuldade, o exemplo de José é um estimulo inquebrantável para a aceitação sem reservas da vontade de Deus. Para estimular a devoção e para solicitar a sua ajuda, aqui fica um piedoso exercício de oração com as suas sete dores e alegrias.

Pelo sinal da Santa Cruz, livre-nos Deus nosso Senhor, dos nossos inimigos.
+ Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ámen.

Ato de contrição

Oferecimento:

Glorioso Patriarca São José, eficaz consolo dos aflitos e refúgio seguro dos moribundos, dignai-vos aceitar o oferecimento deste exercício que rezamos em honra das vossas sete dores e alegrias. E assim como na vossa feliz morte, Jesus Cristo e sua mãe Maria vos assistiram e consolaram tão amorosamente, assim também nos assistais nesse transe, para que, não faltando nós à fé, à esperança e à caridade, nos tornemos dignos, pelos méritos do sangue de nosso Senhor Jesus Cristo e o vosso patrocínio, de alcançarmos a vida eterna, e portanto a vossa companhia no Céu. Ámen.

Primeira dor e alegria

Esposo de Maria, glorioso São José, que aflição e angústia as do vosso coração na perplexidade em que estáveis sem saber se devíeis abandonar ou não a vossa esposa! Mas que alegria também a vossa quando o anjo vos revelou o grande mistério da Encarnação!

Por esta dor e esta alegria nós vos pedimos que consoleis o nosso coração agora e nas nossas últimas dores, com a alegria de uma vida justa e de uma santa morte, semelhante à vossa, assistido por Jesus e Maria.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Segunda dor e alegria

Bem-aventurado patriarca São José, escolhido para ser pai adotivo do Filho de Deus feito homem, a dor que sentistes vendo nascer o Menino Jesus em tão grande pobreza, mudou-se em alegria celestial ao ouvireis o harmonioso concerto dos anjos e ao contemplareis as maravilhas daquela noite tão resplandecente.

Por esta dor e esta alegria alcançai-nos que depois do caminho desta vida possamos ir ouvir os louvores dos anjos e gozar a glória celestial.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Terceira dor e alegria

Executor obediente das leis divinas, glorioso São José, o sangue precioso que o Redentor Menino derramou na sua circuncisão trespassou-vos o coração, mas o nome de Jesus que então se Lhe impôs, confortou-vos e encheu-vos de alegria.

Por esta dor e por esta alegria alcançai-nos que vivamos afastados de todo o pecado, a fim de expirarmos gozosos com o nome de Jesus no coração e nos lábios.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Quarta dor e alegria

Santo fiel, que tivestes parte nos mistérios da nossa redenção, glorioso São José, apesar da profecia de Simeão acerca dos sofrimentos que deviam passar Jesus e Maria, vos ter causado imensa dor, no entanto também vos encheu de alegria, anunciando-vos ao mesmo tempo a salvação e ressurreição gloriosa que daí se seguiria para um grande número de almas.

Por esta dor e por esta alegria, alcançai-nos ser do número dos que pelos méritos de Jesus e pela intercessão da Virgem Maria hão-de ressuscitar gloriosamente.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Quinta dor e alegria

Custódio vigilante do Filho de Deus feito homem, glorioso São José, quanto sofrestes tendo que alimentar e servir o Filho de Deus, particularmente na fuga para o Egipto; mas que grande foi também a vossa alegria por teres sempre convosco ao próprio Deus.

Por esta dor e por esta alegria, alcançai-nos afastarmos para sempre de nós o espírito do mal, sobretudo fugindo das ocasiões de pecado, e derrubarmos no nosso coração todo o ídolo de afeto terreno, para que ocupados em servir a Jesus e Maria, vivamos só para eles e morramos gozosos no seu amor.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Sexta dor e alegria

Glorioso São José, que pudestes admirar o Rei dos céus submetido aos vossos mais minimos mandados, apesar da alegria por tê-Lo trazido de volta do Egipto se ter visto turvada por temor a Arquelau, no entanto, logo tranquilizado pelo Anjo, vivestes feliz em Nazaré com Jesus e Maria.

Por esta dor e por esta alegria, alcançai-nos a graça de desterrarmos do nosso coraçao todo o temor, de possuirmos a paz de consciência, de vivermos seguros com Jesus e Maria e de morrermos também assistidos por eles.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Sétima dor e alegria

Modelo de toda a santidade, glorioso São José, que tendo perdido sem culpa vossa o Menino Jesus, o procurastes durante três dias com profunda dor, até que cheio de alegria o encontrastes no templo entre os doutores.

Por esta dor e por esta alegria, nós vos suplicamos com palavras saidas do coração, intercedais em nosso favor para que não nos aconteça jamais perder a Jesus por algum pecado grave. Mas se por desgraça O perdermos, fazei que O procuremos com tanta dor que não nos deixe descansar até encontrá-Lo favorável, sobretudo na nossa morte, a fim de irmos gozar no céu e cantar eternamente convosco as suas divinas misericórdias.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Antifona

Jesus tinha perto dos 30 anos e era tido por filho de José. Rogai por nós São José, para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oração final

Oh Deus, que com inefável providência Vos dignastes escolher o bem-aventurado São José por esposo de vossa Santíssima Mãe, nós Vos pedimos nos concedais ter como intercessor no céu aquele que na terra veneramos como protetor. Vós que viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Ámen.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...