sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Oração à Sagrada Família

Amorosíssimo Jesus, que com vossas admiráveis virtudes e com os exemplos de vossa vida doméstica, santificastes a família por vós escolhida neste mundo, dignai-vos lançar vosso piedoso olhar sobre esta nossa família, aqui prostrada diante de vós para implorar a vossa misericórdia. Lembrai-vos que esta família vos pertence, porque a vós se dedicou e consagrou de um modo especial. Assisti-a, benigno, defendei-a de todos os perigos, socorrei-a nas suas necessidades e dai-lhe a graça de perseverar na imitação de vossa santa família, para que, servindo-vos fielmente e amando-vos neste mundo, possa louvar-vos eternamente no paraíso. Maria, Mãe dulcíssima, recorremos à vossa intercessão, confiados em que vosso divino Filho ouvirá as nossas orações. E vós também, glorioso patriarca São José, socorrei-nos com vossa poderosa mediação, e oferecei nossos votos a Jesus pelas mãos de Maria. Amém.

300 dias de indulgência para as famílias que se consagrarem à Sagrada Família. Para fazer esta consagração basta rezar a oração seguinte:



Consagração à Sagrada Família

Jesus, Maria, José, Sagrada Família de Nazaré, modelo das famílias cristãs, a vós consagramos nossa família. Recebei-a debaixo de vossa proteção e fazei reinar nela o amor de Deus, a caridade fraternal, a conformidade nas penas da vida, para que todos cheguem à eterna bem-aventurança. Amém.

Jesus, Maria, José, iluminai-nos, socorrei-nos, salvai-nos. Amém.

domingo, 23 de novembro de 2014

Orações para implorar o patrocínio de São José em todas as aflições

                                                                            I

Nas angústias deste vale de lágrimas, a quem havemos de recorrer nós miseráveis senão a vós, glorioso São José, a quem a Rainha dos anjos, vossa amantíssima Esposa, consignou todos os seus tesouros para que em nosso proveito os guardásseis? Ide a meu Esposo José, parece dizer-nos Maria Santíssima, ele vos consolará e aliviando-vos do mal que vos aflige vos dará a alegria e felicidade.
Ó glorioso São José, pelo ardentíssimo amor que tivestes a uma Esposa tão digna e amável, tende compaixão de nós.

P. N., A. M. e G. Patri.

                                                                             II

Temos certamente ofendido a divina justiça com os nossos pecados, e merecemos os mais severos castigos. Qual será o nosso abrigo? Qual o porto em que estaremos seguros? Ide a José, parece dizer-nos Jesus, ide a José a quem eu sempre como a Pai obedeci. Todo o meu poder lho comuniquei a fim de que se sirva dele para vosso bem.
Ó glorioso São José, pelo ardentíssimo amor que tivestes a um Filho tão respeitável e querido, tende compaixão de nós.

P.N., A. M. e G. Patri.

                                                                             III

Confessamos que os nossos pecados chamam sobre nós os mais pesados flagelos: qual será para nós a arca de salvação? Qual o iris propicio que em tal angústia nos sirva de conforto? Ide a José, parece dizer-nos o eterno Pai, ide a José que fez as minhas vezes para com o meu Filho. Se eu lhe confiei o meu Filho, fonte de todas as graças, todas as graças em suas mãos depositei.
Ó glorioso São José, pelo ardentíssimo amor que tivestes ao Eterno Deus, tão liberal para convosco, tende compaixão de nós.

P. N., A. M. e G. Patri.


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

São José Educador - catequese do Papa Francisco

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 19 de março de 2014

"Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Hoje, 19 de março, celebramos a festa solene de São José, Esposo de Maria e Patrono da Igreja universal. Dediquemos, então, esta catequese a ele, que merece todo o nosso reconhecimento e a nossa devoção por como soube proteger a Virgem Santa e o Filho Jesus. O ser guardião é a caracteristica de José: é a sua grande missão, ser guardião.

Hoje gostaria de retomar o tema da proteção segundo uma perspetiva particular: a perspetiva educativa. Olhemos para José como o modelo de educador, que protege e acompanha Jesus em seu caminho de crescimento "em sabedoria, idade e graça", como diz o Evangelho. Ele não era pai de Jesus: o pai de Jesus era Deus, mas ele cumpria o papel de pai de Jesus, fazia-se pai de Jesus para fazê-lo crescer. E como o fez crescer? Em sabedoria, idade e graça.

Partamos da idade, que é a dimensão mais natural, o crescimento físico e psicológico. José, junto com Maria, tomou conta de Jesus antes de tudo deste ponto de vista, isto é, "criou-O", preocupando-se que não lhe faltasse o necessário para um desenvolvimento sadio. Não esqueçamos que o cuidado fiel da vida do Menino incluiu também a fuga para o Egipto, a dura experiência de viver como refugiado - José foi um refugiado, com Maria e Jesus - para escapar da ameaça de Herodes. Depois, uma vez de volta à pátria e estabelecidos em Nazaré, há todo o longo período da vida de Jesus em sua família. Naqueles anos, José ensinou a Jesus também o seu trabalho e Jesus aprendeu a ser carpinteiro como seu pai José. Assim, José criou Jesus.

Passemos à segunda dimensão da educação, aquela da "sabedoria". José foi para Jesus exemplo e mestre desta sabedoria, que se nutre da Palavra de Deus. Podemos pensar em como José educou o pequeno Jesus a escutar as Sagradas Escrituras, sobretudo acompanhando-O ao sábado à sinagoga de Nazaré. E José o acompanhava para que Jesus escutasse a Palavra de Deus na sinagoga.

E, enfim, a dimensão da "graça". São Lucas sempre diz referindo-se a Jesus: "A graça de Deus era com Ele" (2,40). Aqui, certamente, a parte reservada a São José é mais limitada em relação aos âmbitos da idade e da sabedoria. Mas seria um grave erro pensar que um pai e uma mãe não podem fazer nada para educar os filhos a crescer na graça de Deus. Crescer em idade, crescer em sabedoria, crescer na graça: este é o trabalho que José faz com Jesus, fazê-lo crescer nestas três dimensões, ajudá-lo a crescer.

Queridos irmãos e irmãs, a missão de São José é certamente única e irrepetível, porque absolutamente único é Jesus. E, todavia, em seu proteger Jesus, educando-O para crescer em idade, sabedoria e graça, ele é modelo para todo educador, em particular para todo pai. São José é o modelo de educador e de pai, de pai. Confio, então, à sua proteção todos os pais, os sacerdotes - que são pais - e aqueles que têm um dever educativo na Igreja e na sociedade. De modo especial, gostaria de saudar hoje, dia do pai, todos os pais, todos os pais: saúdo-vos de coração! Vejamos: há algum pai na Praça? Levantem a mão, os pais! Mas quantos pais! Parabéns, parabéns pelo vosso dia. Peço para vocês a graça de ser sempre muito próximos dos vossos filhos, deixando-os crescer, mas próximos, próximos! Eles precisam de vocês, da vossa presença, da vossa proximidade, do vosso amor. Sejam para eles como São José: guardiões do seu crescimento em idade, sabedoria e graça. Guardiões do seu caminho; educadores, e caminhem com eles. E com esta proximidade, vocês serão verdadeiros educadores. Obrigado por tudo aquilo que fazem pelos vossos filhos: obrigado. A vocês parabéns e boa festa do pai a todos os pais que estão aqui, a todos os pais. Que São José vos abençoe e vos acompanhe. E alguns de nós perdemos o pai, o Senhor o chamou; tantos que estão na Praça e não têm pai. Podemos rezar por todos os pais do mundo, pelos pais vivos e também pelos falecidos, e pelos nossos, e podemos fazê-lo juntos, cada um recordando o seu pai, vivo ou falecido. E rezemos ao grande Pai de todos nós, o Pai. Um "Pai Nosso" pelos nossos pais: Pai Nosso....


E parabéns aos pais!"

Esta matéria apresentando a catequese dirigida pelo Papa Francisco aos grupos de peregrinos do mundo inteiro reunidos na Praça de São Pedro para a audiência geral de 19 de março de 2014, foi-me gentilmente enviada pelo Pe Jean Poul Hansen do blogue:

Bem-aventurada Nhá Chica (aqui)

Padre da Diocese de Campanha, no sul de Minas Gerais, Brasil, e ao serviço da Diocese da Guarda, em Portugal.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Oração a São José para antes da comunhão

Oh! São José, que vos entregastes ao serviço de Jesus e de Maria e lhes fostes fiel até à morte, ensinai-me a tratar a Jesus com amor e a recebê-lo na comunhão com um coração puro. Amém.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...